Use o videogame para entrar em forma Ji-Paraná, Rondônia

Quem disse que videogame não faz bem à saúde? Agora, foi confirmado por fontes científicas: se divertir regularmente com jogos que exigem uma atividade física contribui para manter o indivíduo em forma. Saiba mais no artigo abaixo.

Clínica do Movimento
06934231561
Rua 22 de novembro, 867, sala 2, casa preta. Próximo ao CCAA.
Ji-Paraná, Rondônia
 
Academia de Musculação e Ginástica AC Fox Gym
(69) 3221-5029
av Calama, 5759 Cj 4 Janeiro I
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Academia Opus Ballet Studio
(69) 3221-9358
av Pinheiro Machado, 1500 Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Win Academia
(69) 3223-7556
r Abunã, 1457 Olaria
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Academia Athletics
(69) 3221-1090
r Gonçalves Dias, 250 B. Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Academia Geo Training
(69) 3225-7199
r Júlio Castilho, 135 Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Boa Forma Personal Star Academic
(69) 3229-0220
av Amazonas, 3725 Nova Porto Velho
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Academia Atletica
(69) 3221-1090
av Carlos Gomes, 2480são Cristóvão
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Casa das Esteiras
(69) 3026-7389
r José Patrocínio, 544 Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Academia Metropolisa
(69) 3221-0293
av Calama, 2363 São João Bosco
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Use o videogame para entrar em forma

Quem disse que videogame não faz bem à saúde? Agora, foi confirmado por fontes científicas: se divertir regularmente com jogos que exigem uma atividade física contribui para manter o indivíduo em forma. De acordo com os autores do estudo, os doutores Mellecker e McManaus, da Universidade de Hong Kong, em comparação aos demais jogos - os quais as pessoas jogam sentadas -, os "ativos" supõem um aumento significativo no gasto de energia.

Segundo o relatório, o gasto de calorias é quatro vezes superior quando o jogo depende de alguma atividade física por parte do usuário. "Se a pessoa jogar regularmente, é possível cumprir com as recomendações de atividade física que, de uma outra forma, talvez não fossem respeitadas", explicam os especialistas.

Durante a pesquisa, eles analisaram a quantidade de energia consumida por 18 crianças em quatro situações: enquanto estavam relaxados, quando estavam sentados jogando no computador e ao praticar em dois videogames "ativos", de alta e moderada intensidade. Mesmo que a pesquisa não tenha necessariamente surpreendido a maioria, os resultados abrem as portas para novas formas de se combater a obesidade entre as crianças.

"Mais de 70% das crianças entrevistadas na Europa afirmaram utilizar jogos eletrônicos. Os resultados do nosso trabalho mostram que, principalmente, o uso da tecnologia pode ajudá-los a ser mais ativos. O próximo passo é comprovar se esse tipo de entretenimento é capaz de produzir um aumento prolongado na atividade física", informaram os pesquisadores.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica