Descubra a sua marca profissional Aracaju, Sergipe

Valorize seu estilo. Melhore sua comunicação pessoal e seja lembrado. O empresário Fábio Azevedo recomenda o marketing pessoal com o intuito de gerar empatia e negócios.

Edilson Pereira Santos Publicidades
(79) 3214-5054
r Porto da Folha, 850, Sl 3, Getúlio Vargas
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Maciel Comunicacao Ltda
(79) 3211-2006
r Diretora Maria Marques, 367, Stos Dumont
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Crafit Comunicacao e Publicidade Ltda
(79) 3215-1725
r Ananias Azevedo, 1181, Treze de Julho
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Henrique Jorge Costa
(79) 3211-8050
av Rio Branco, 86, Tr, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Bg Audio e Video Ltda
(79) 3217-6902
r Urquiza Leal, 1080, Centro Empresarial Alvorada Sl 116, Grageru
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Inter Marketing e Propaganda Ltda
(79) 3041-8013
av Augusto Maynard, 144, São José
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Conceito Comunicacao Integrada Ltda
(79) 3211-1254
r Celso Oliva,Dr, 141, Treze de Julho
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Dpa Divisao de Propaganda e Acessorias Ltda
(79) 3211-6316
r Ananias Azevedo, 1181, Treze de Julho
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Agosto Comunicacao Integral Ltda
(79) 3214-4665
r Laura Fontes, 147, Sl A, Treze de Julho
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Link Bagg Comunicação e Propaganda Ltda
(79) 3301-7693
r Francisco Duarte Ramos, 34, Jardins
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Descubra a sua marca profissional

Os anos vividos no ambiente de vendas, me trouxeram experiências fantásticas, mas uma em especial foi muito marcante, aconteceu ainda no início de minha carreira, quando tinha apenas 22 anos.

Eu visitava um cliente que aparentava ter mais de 60 anos, proprietário de renomado escritório de engenharia, e no meio de nosso bate-papo ele me perguntou:

- Por que você usa este botom?

Prontamente respondi:

- Por que é a marca da empresa que eu trabalho!

Ele cordialmente sorriu e me deu uma maravilhosa lição dizendo:

- E a sua marca, qual é?

Na hora fiquei atônito e não consegui responder, e ele percebendo completou:

- Qual a sua MARCA PROFISSIONAL meu jovem, como os seus clientes vão se lembrar de você?

Naquele momento fiquei realmente surpreso com a pergunta, e durante alguns segundos me questionei mentalmente várias vezes buscando uma resposta, percebendo que eu não conseguia encontrar o simpático engenheiro explanou após uma longa gargalhada:

- Você precisa construir sua MARCA PROFISSIONAL meu rapaz, algo que faça seus clientes lembrarem sempre da sua pessoa, isso vai gravar sua imagem na cabeça de seus clientes de tal maneira que nem em cinqüenta anos eles esquecerão de você!

Humildemente, mas empolgado, perguntei então:

- Mas como eu construo esta marca?

O engenheiro sorriu largamente e disse:

- Você falou como um construtor! Este é o espírito meu jovem, construir uma marca! E isto leva tempo, por isso lhe fiz a pergunta, vejo que você é bem jovem, mas já tem uma aliança no dedo, e deve ter grandes responsabilidades!

Olhei rapidamente para minhas mãos enquanto ele concluía:

- Percebo também que se veste profissionalmente, mas ainda lhe falta uma MARCA PROFISSIONAL, alguma coisa que mostre sua segurança, sua maturidade, sua certeza de quem realmente você é, e qual lugar você está buscando neste mundo!

Naquele momento, o sorridente engenheiro me fez pensar, realmente quando somos jovens, deixamos esta falta de segurança e inexperiência sair pelos poros, mesmo tentando aparentar mais idade, usando roupas adequadas à nossa profissão e tentando usar palavras e jargões utilizados no mercado, sempre mostramos que ainda somos inseguros quanto a nossa profissão. De supetão ele cortou meus pensamentos e prosseguiu:

- Preste atenção! Você tem 1 minuto para olhar ao redor e me dizer qual é a minha MARCA PROFISSIONAL!

Novamente fiquei atônito, mas sabia que não podia perder aquela oportunidade de aprender, aquele senhor realmente parecia saber o que estava falando, e então naquele momento respirei fundo e comecei a pensar em voz alta, o engenheiro vendo minha dedicação ao seu ensinamento, recostou-se na cadeira e se pôs a me observar, eu então levantei, fui até a porta de seu escritório, e tentei me lembrar de tudo, desde de o momento em que eu havia chegado. Seu escritório era bem espaçoso, tinha uma enorme estante com livros e alguns objetos de arte que não pareciam nacionais, observei ao redor e me sentei novamente, naquele momento exato me lembrei da logomarca em seu cartão de visitas, rapidamente o tirei do bolso, e lá estava a MARCA PROFISSIONAL dele, um chapéu estilo australiano desenhado e mesclado ao nome de sua empresa, muito parecido com o chapéu que estava sobre a mesa dele, e sem medo de errar respondi eufórico:

- Sua marca é o chapéu!

Ele sorriu desta vez mais contido e me disse:

- Isso mesmo meu jovem, você acertou! Todos me conhecem por causa deste chapéu, eu o uso desde de que voltei da Nova Zelândia, onde fiz minha pós-graduação em engenharia, desde então todos me conhecem e se lembram de mim usando este estilo de chapéu!

Continuei atento, enquanto ele dava prosseguimento a sua explicação:

- Fiquei tão conhecido por causa do chapéu meu rapaz, que quando chegava em algum cliente sem ele, as pessoas perguntavam porquê eu não o estava usando, desde então percebi que aquilo havia marcado minha imagem profissional, e adotei o costume.

Naquele instante pensei comigo mesmo, e olhei para o chapéu dando um sorriso, e antes que pudesse falar alguma coisa ele brincou:

- Mas se quiser um chapéu rapaz, vá comprar o seu!

E mais uma vez, escancarou uma longa gargalhada, que eu acompanhei com entusiasmo.

Ao final dos risos, ele me ofereceu um café, começamos conversar sobre outros assuntos, até que ele voltou a falar sobre a tal MARCA PROFISSIONAL.

- Percebi que você levou um pouco ao pé da letra o que eu disse sobre a MARCA PROFISSIONAL e o meu chapéu.

Concordei com a cabeça e ele continuou:

- Quando expliquei sobre a marca, quis dizer que qualquer coisa vale, desde que seja sincera e mostre sua postura diante de algo, você precisa marcar a sua personalidade, não precisa ser necessariamente um chapéu meu jovem!

Olhei mais uma vez para o chapéu enquanto ele continuava:

- Você pode ter um jargão, uma frase, um estilo de se vestir, um perfume característico, um gesto, qualquer coisa que mostre que você tem uma postura diante da vida, e quando você aflora isso, você pode até causar estranheza nos outros no princípio, mas com o tempo, todos percebem que você tem uma personalidade forte e marcante, e terminam respeitando isso, sua imagem fica gravada na mente de todos que o conhecem!

Naquele momento tive a certeza de que aquele homem realmente sabia sobre o que estava falando, então perguntei:

- Mas como aprendeu sobre isso, quem lhe ensinou?

Ele respondeu recostando-se na cadeira:

- Aprendi observando! Quando paramos e observamos, encontramos o óbvio, que de tão óbvio se torna invisível!

Bebi mais um gole do delicioso café servido em uma grande xícara azul com a imagem da Torre Eiffel gravada, enquanto ele continuava sua aula.

- Veja só, vamos fazer um jogo, eu lhe pergunto qual a MARCA PROFISSIONAL destes nomes que vou dizer e você me responde rapidamente se conseguir, são nomes fáceis tudo bem?

Respondi prontamente que sim e então ele começou o bate-bola:

- Milton nascimento?

- A boina!

- Roberto Carlos?

- O seu cabelo!

- Erasmo Carlos?

- A roupa extravagante e as jóias!

- Elke maravilha?

- As suas perucas!

- Elvis Presley?

- O topete!

- José Sarney?

- O bigode!

- Pelé?

- O soco no ar!

- Sílvio Santos?

- Quem quer dinheiro?!

- Super-homem?

- Para o alto e avante!

Neste momento comecei a rir, e o engenheiro me acompanhou dizendo em seguida:

- Viu como as marcas profissionais são importantes! Não quero dizer que você tenha que ficar caricato, mais pense com carinho no assunto, com o tempo você vai encontrar sua MARCA PROFISSIONAL!

Saí da visita com uma bagagem fantástica, e com certeza nenhum dinheiro do mundo pagaria aquela magnífica aula sobre como construir uma MARCA PROFISSIONAL.

Mãos à obra então! Se você ainda não tem sua MARCA PROFISSIONAL, estude, analise, pense a respeito, e descubra qual a sua verdadeira imagem, e como você gostaria de ser lembrado por seus clientes, um botom, uma frase de efeito, um acessório, um gesto marcante como mandar um cartão ou e-mail após o primeiro contato, qualquer coisa serve, desde que mostre quem você realmente é, o que realmente pensa, o que realmente você quer mostrar para todos a seu respeito, e como disse meu amigo engenheiro do chapéu australiano, “usando uma MARCA PROFISSIONAL, você vai gravar sua imagem na cabeça de seus clientes de tal maneira que nem em cinqüenta anos eles esquecerão de você!”.

Fábio Azevedo

Fábio Azevedo
Empresário, sócio-diretor da GT Editora, empresa do segmento editorial e de entretenimento para cinema e TV e Diretor Presidente da Fábio Azevedo Consultoria & Associados, escritor, roteirista, palestrante e consultor de negócios na área imobiliária e de franchising, formatou sua carreira profissional na área de vendas com mais de 19 anos de experiência, artista marcial e seguidor da milenar filosofia Budista, é especialista em técnicas orientais focadas para a melhora da qualidade de vida, gestão e desenvolvimento humano nas empresas, maximização de resultados e ampliação de competências em vendas.
Escreve constantemente sobre, qualidade de vida, gestão, liderança, comportamento, franquias, marketing, estratégia, vendas, empreendedorismo e inovação.

http://www.saladetreinamento.blogspot.com/

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com