Conselhos para evitar estar em um trabalho equivocado Maracanaú, Ceará

Tudo o que estiver abaixo de 7 é sinal de perigo. Se estiver operando abaixo de 5, é simplesmente inaceitável. Você merece algo melhor. Pergunte a si mesmo se é algo momentâneo ou, se ao contrário, se for uma situação que faz muito tempo. Aprenda mais no artigo abaixo.

divulgação com resultado
(85) 4141-7953
alfredo de castro
fortaleza, Ceará
 
Publycar Táxidoor Ltda
(85) 3088-9091
Av Santos Dumont, 1687 - Aldeota
Fortaleza, Ceará
 
3Orbi Comunicação
(88) 9944-4139
www.3orbi.com.br
Juazeiro do Norte, Ceará
 
Link´s Comunicações & Serviços
88 34373159 88 99956881
Av. Alaor Cavalcante Mota, 19
Tauá, Ceará
 
3Orbi Comunicação
(88) 9944-4139
Av. Dr. Floro Bartolomeu
Juazeiro do Norte, Ceará
 
Mister Colibri
(85) 9694-4837
Rua Mário Mamede, Fátima, Fortaleza/CE
Fortaleza, Ceará
 
Visãopropag Bureau de Criação Corporativa
(85) 8840-0075
Andre Dallolio 530 Papicu
Fortaleza, Ceará
 
Traços Design e Marketing
(85) 3082-1550
Rua Catão Mamede, 805 - Aldeota
Fortaleza, Ceará
 

Conselhos para evitar estar em um trabalho equivocado

Iciar Piera

1. Avalie seu grau de satisfação agora.

Tudo o que estiver abaixo de 7 é sinal de perigo. Se estiver operando abaixo de 5, é simplesmente inaceitável. Você merece algo melhor. Pergunte a si mesmo se é algo momentâneo ou, se ao contrário, se for uma situação que faz muito tempo. Todos nós podemos passar por momentos de desânimo, mas se o que tiver for mais que isso, não ignore! Não deixe que se transforme em hábito.

2. Trabalhe para aumentar seu grau de satisfação em seu trabalho atual

Independentemente de qual tenha sido sua pontuação anterior, é bom fazer um esforço para aumentá-la. Se você for um dos que tem tido uma pontuação acima de 7, tenha cuidado com a autocomplacência. Se a sua pontuação estiver abaixo de 7, pense no que poderia fazer para ser parte da solução e não do problema. Verifique a realidade - se trata realmente do trabalho ou o problema é você? O que poderia fazer para que seu trabalho atual fosse mais agradável? Que objetivos poderiam ser estabelecidos?

3. Aceite o fato de que a mudança é natural

Como seres humanos, precisamos da mudança. Nós atrofiamos se tudo for sempre igual. O que antes era interessante e agradável, agora pode ter se transformado em algo rotineiro. Assim como a nossa vida vai mudando, freqüentemente nossas necessidades de trabalho precisam mudar na mesma proporção. Esta necessidade pode ser alguma mudança de trabalho, de empresa ou de carreira. Ou pode ser o seu estabelecimento de forma independente. Qual é sua necessidade de mudança?

4. Tenha coragem

Mudar não é fácil, especialmente quando está pensando em fazê-lo. É normal que sinta medo. Não precisaria coragem se não tivesse medo! Se você está preocupado por tudo o que perderá se mudar, pense no que perderá se você continuar como está agora.

5. ATUE

Ignorar os sentimentos negativos distraindo-se ou atuando como vítima não ajuda em nada. Simplesmente aumenta o problema. Não importa o que pareça, você sempre pode escolher. Faça o que tem que fazer. Lembre-se; 1) a ação lhe ajuda a pensar. A ação acaba ensinando, inclusive em uma direção equivocada. 2) A ação aumenta sua auto-estima. Na maioria das vezes, a inatividade não se deve à indecisão, mas ao medo. Porém, se todas as vezes que pretender fazer algo que lhe assuste e se atrever a fazê-lo, sua auto-estima aumentará. Você obtém sucesso sempre que enfrentar o medo. 3) A boa sorte sobrevém quando está agindo. Tente. Determine um objetivo qualquer e comece a fazer tudo o que lhe vier à mente para alcançá-lo. Talvez não chegue onde pensava, mas é fácil que acabe em um lugar melhor.

Agora que você conhece três bons motivos, a ação irá indicar a “boa sorte” advertida em todas essas pessoas invejáveis que fazem exatamente o que querem.

Você se convenceu para poder começar? Ou ainda sente alguma resistência?

Tradução
Luciana Alves
Tradutora Técnica Inlgês/Espanhol/Português
luciana_trad@terra.com.br

Referência: http://www.arearh.com/coaching/trabajo_equivocado.htm

Clique aqui para ler este artigo na Sua Mente