Conhecendo os benefícios do ensino à distância Abaetetuba, Pará

Entenda como funciona o ensino superior à distância. Entenda as vantagens de fazer uma faculdade online. Lançada inicialmente por instituições públicas, a graduação a distância já tem 349 credenciados pelo Ministério da Educação (MEC).

Auto Escola Globo
(91) 3276-4751
Tv Lomas Valentinas, 1591 s 107, Marco
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Ananindeua
(91) 3255-6886
r D, 3
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Liberal
(91) 3257-2653
r 5, 241 qd 13
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Foca
(91) 3266-1881
av Dq Caxias, 1281, Marco
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Rally
(91) 3263-9805
tv SN 17, S/N
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Liberal
(91) 3257-2653
r 5, 241, qd 13, Maracangalha
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Cepim
(91) 3295-1479
tv WE 48, 431
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Fuskar
(91) 3241-3089
r 28 Setembro, 1135, Reduto
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Ferrari
(91) 3236-3230
Tv Vileta, 2756, Marco
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Auto Escola Foca
(91) 3273-0107
tv SN 3, 1
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conhecendo os benefícios do ensino à distância

Pela primeira vez desde o surgimento do ensino a distância no Brasil, há mais estudantes inscritos em cursos de graduação do que de especialização, nessa modalidade. Lançada inicialmente por instituições públicas, a graduação a distância já tem 349 credenciados pelo Ministério da Educação (MEC). São 430 mil alunos, que representam 45% do total de pessoas que fazem algum tipo de curso não presencial. Mas se for comparar, em 2000 havia só 10 cursos e cerca de 8 mil matriculados.

Já na pós-graduação, são 255 cursos, com 390 mil alunos. Dados do Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e a Distância (AbraEAD). Esses números indicam uma mudança de perfil nesse tipo de ensino. Isso porque esses cursos estão sujeitos a um número menor de exigências para funcionarem e têm duração mais curta, geralmente de um ano.

Apesar de ainda serem vistas com certas dúvidas, as avaliações do sistema têm mostrado bons resultados. Dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão ligado ao MEC, que mostrou que estudantes à distância se saíram melhor do que alunos presenciais em 7 de 13 graduações avaliadas no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Segundo Fábio Sanches, coordenador do anuário, "a graduação é a base de uma universidade e seus alunos são diferenciados, portanto, a adesão mostra que o sistema ganhou credibilidade."

Isso pode ser explicado também pelo fato de que o perfil do aluno é diferente: média de 30 a 35 anos, casado, com filhos, oriundo da escola pública, com renda até três salários mínimos e que trabalha durante o dia. Segundo Luciano Sathler, pró-reitor de educação à Distância da Universidade Metodista de São Paulo, “é um público mais disciplinado, mais dedicado, porque o ensino à distância é a oportunidade que ele tem”.

Formada em Matemática na primeira turma de ensino à distância da Universidade Federal Fluminense (UFF), Dayselane Pimenta, de 31 anos, trabalha como professora numa escola estadual e já engatou um mestrado na Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF). Para ela, fazer o curso à distância facilitou sua vida, pois se fosse tentar um curso presencial teria de enfrentar grandes dificuldades de locomoção, pela distância de sua casa até a cidade. Em relação ao esquema das aulas ela afirma: "O curso é muito apertado. Às vezes, as pessoas pensam que é um curso por correspondência. Não tem nada a ver. Exige muita disciplina, tem de cumprir os cronogramas. O tutor só esclarece as dúvidas. Você precisa se organizar ".

Clique aqui para ler este artigo na Universiti