Coach & Vida & Felicidade Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco

Hoje antes de liderarmos equipes precisamos liderar nossa propria vida. Ser protagonistas de nossa propria historia e o primeiro passo para podermos gerir competencias. Veja mais no artigo abaixo como chegar ao sucesso.

ASTEC
(81) 3469-4177
r Carlos Antônio Zarzar, 888 Candeias
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Carvalho Consultores
(81) 3462-9963
av Bernardo Vieira Melo, 1551 sl 3 Piedade
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Chaves Glasner
(81) 3469-7342
r Alfredo Régis Lima Mota, 4838 Candeias
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Fernao Cortes
(81) 3341-2780
av Armindo Moura, 461 Piedade
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Circuito Consultoria
(81) 3462-1552
r Álvaro Pinto Carvalheira, 405 Piedade
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Andre Getulio
(81) 3466-1416
av Beira Mar, 500 ap 804 Piedade
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
SL Consultoria
(81) 3481-2197
Vl NS da Piedade, 276 Socorro
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Montemor
(81) 3469-2367
r Prof Francisco P Melo, 115 ap 2 Candeias
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
D Avis Consultoria
(81) 3341-1713
av Armindo Moura, 461 lj A Piedade
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Avis Fernao
(81) 3341-2780
av Armindo Moura, 461 Piedade
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Coach & Vida & Felicidade

Saúde, bem-estar, felicidade! Fórmulas mágicas? Existem, quando a viagem inicia no nosso interior e resolvemos sinceramente assumir o papel de protagonistas de nossas vidas. Mas essa tomada de decisão precisa ser consciente e não seguir “modismos”, ou apenas adotá-la porque alguém conhecido disse que é importante...

Quando vamos ao teatro, a um show, ao cinema, ou mesmo quando assistimos algo na TV, temos um foco (a tela, o palco...) onde se desenrola uma ou mais situações. Nós prestamos atenção, vibramos ou não com o tema, decidimos assistir até o final ou, simplesmente desistir e fazer outra coisa. Assim também é nossa vida até aqui. Mas a nossa proposta é exatamente sair da “zona de conforto” e avaliar profundamente nossa existência, para sabermos o que realmente queremos ser, como queremos estar, o que queremos ter, aonde, como e com quem queremos viver...

E o mais importante, tal tomada de decisão não é só para agora, é para sempre. Isso mesmo! A construção e a reconstrução são eternas. Só assim saímos do “piloto automático” que muitas vezes assumimos em nossa vida e passamos a ter a direção real do rumo de nossa existência, independente dos outros ou das circunstâncias, que sempre são perfeitas desculpas na nossa vida.

É tão fácil atribuir a nossa saúde integral aos profissionais competentes, nosso sucesso ou fracasso ao nosso líder ou à organização onde estamos inseridos, nosso equilíbrio aos familiares, e assim por diante. Nossa cultura é, portanto, voltada para fora e não para o EU. Ela é voltada para a busca de culpados e não de soluções, e mais, é voltada a perdoar e relevar, ao invés de ser voltada para o esclarecer e o elaborar. Por isso, a estatística do “adoecer” é estarrecedora, bem como sua projeção futura, afinal, nós guardamos muitos ressentimentos, mágoas, ao longo da vida tentando apenas relevar. As pessoas que raramente ficam doentes são as que conseguiram encontrar estilos de vida que lhes fornecem objetivos, significados, esperanças e interesses. São pessoas que conseguem satisfazer suas necessidades de afeto, de amor, de sexo, de convivência social, de realização e de sucesso.

Também cometemos outro erro transitando em excesso do passado para o futuro, esquecendo o agora, fundamental na construção do nosso amanhã saudável. O passado traz experiência, a ida até lá deve ser rápida, para realizarmos uma triagem das experiências bem e mal sucedidas. O futuro deve ser bem planejado e visualizado. Mas, é neste exato momento que estamos gerando o resultado lá na frente. Então, o momento da mudança é agora!

É fundamental lembrarmos de nossa estrada até aqui. Quantas pessoas entraram e saíram dela? Quantas ainda entrarão e sairão? Mas nós estamos sempre nela. Do início até o dia da nossa partida deste plano, aonde começa uma nova história, que depende da crença de cada um. Então o protagonista desta história sou eu e preciso fazê-la bem feita, pois quero ser feliz! Ser coach da própria vida é um grande desafio, principalmente se queremos ser coach de outras vidas.

Isabel Rios Piñeiro
Psicóloga e Consultora
Autora do livro Metamorfose do líder - uma jornada para o autocoaching

Isabel Rios Piñeiro

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com