Caverna Digital Caieiras, São Paulo

A realidade virtual é o tema de avaliação desse artigo. O autor analisa os pensamentos de Lévy acerca das ciências tecnológicas. Ele também destaca que, todos os sistemas desenvolvidos nessa categoria têm "a intenção de produzir a sensação de estar 'circundado' por um ambiente definido tridimensionalmente, com o qual é possível interagir".

Auto Escola Despachante Vitoria
(69) 3229-6701
r Carlos Boero 3507 Costa E Silva
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Auto escola e Despachante Strada
(69) 3213-0995
av Jatuarana, 4195 Nova Floresta
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
SENAC - Osasco
(11) 2164-9877
r Dante Batiston, 248, Centro
Osasco, São Paulo

Dados Divulgados por
Saspe Centro de Formação de Vigilantes S/C Ltda
(11) 3608-5254
r Luiz Henrique de Oliveira, 871, Vl Quitaúna
Osasco, São Paulo

Dados Divulgados por
Abilitty Recrutamento e Seleção
(11) 3608-1503
av Autonomistas, 5152, Sl 7, Quilômetro Dezoito
Osasco, São Paulo

Dados Divulgados por
Auto Escola Bahia
(69) 3043-3400
r Julio De Castilho 490 Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Auto Escola Despachante radical
(69) 3221-3925
r Dom Pedro Ii 2540 Ns Graças
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Escola Clara Luz
(11) 3682-3300
av Autonomistas, 3191, Centro
Osasco, São Paulo

Dados Divulgados por
Bit Company Educação & Tecnologia
(11) 3685-1500
r Castelo Branco,Pres, 27, Centro
Osasco, São Paulo

Dados Divulgados por
Colégio Chip
(11) 3683-9424
r João Collino, 119, Centro
Osasco, São Paulo

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Caverna Digital

INTRODUÇÃO

A Realidade Virtual seapresenta como o mais recente desenvolvimento de uma linhagem de tecnologias decomunicação cuja principal intenção é propiciar ao receptor a ilusão de estarna presença imediata do objeto da representação. Tal enquadramento na linhagempredominante da história dos meios visuais de representação determina que, pelomenos inicialmente, os sistemas de realidade virtual permaneçam atrelados aformas de representação espacial consideradas 'realistas' e 'transparentes' nopresente contexto cognitivo e cultural. Lévy (1996) afirma que o virtualenvolve novas formas de espaços e velocidade, surgindo um compartilhamento detudo, tornando difícil distinguir o que é público e privado, o que é próprio ecomum, o que é subjetivo e objetivo.

A expressão realidade virtual é utilizada para denominar um conjuntobastante amplo de aplicativos e sistemas de base digital. As definições maisrigorosas restringem o campo da realidade virtual a sistemas digitaistridimensionais multi-sensoriais e imersivos. Segundo essa abordagem, sãoconsiderados sistemas de realidade virtual apenas aqueles que:

...aumentam a intensidade [darepresentação] através de técnicas descritas como imersão sensorial – aoinvés de olhar para uma tela, por exemplo, uma pessoa fica cercada por imagense som estereoscópico percebidos com auxílio de fones de ouvido e visores.Utilizando equipamentos especiais para entrada de dados, como luvas e roupasespecialmente instrumentalizadas, as pessoas podem mover-se e interagirdiretamente com os objetos do mundo virtual (Laurel, 1993, p. 54).

Conceituações mais abrangentes não são incomuns.Um número crescente de aplicativos e usuários considera que o campo darealidade virtual inclui as mais variadas estratégias para representação doespaço tridimensional, inclusive as descrições exclusivamente textuais típicasdos Multi-User Dungeons (MUDs), é um RPG multijogadores, que normalmente é executado em um servidor naInternet, e afins.Uma ordenação conforme os graus de envolvimento sensorial possível permiteidentificar pelo menos nove tipos diferentes de sistemas de realidade virtualatualmente disponíveis (Fragoso, 2002). Todos esses sistemas, assim como asdiversas definições e conceitos de realidade virtual, têm em comum, como pontofundamental, a intenção de produzir a sensação de estar 'circundado' por umambiente definido tridimensionalmente e com o qual é possível interagir.

Clique aqui para ler este artigo na WebArtigos.com