Avalie a eficácia da aprendizagem nos livros de Auto-ajuda Rondonópolis, Mato Grosso

Entenda o conceito de auto-ajuda. O artigo descreve a origem dos livros, especializados em induzir o leitor a conquistar autoconfiança. Conheça a opinião dos psiquiatras à respeito dessa literatura.

Interativa Propaganda e Produções
(66) 9903-1819
Av. Dow Wunibaldo 848 - Centro
Rondonópolis, Mato Grosso
 
Moriá Comunicação Visual
(65) 3627-7684
Av. Arquimedes P. Lima
Cuiabá, Mato Grosso
 
Genius Publicidade
(65) 3624-2302
r Violetas, 211, Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Ap e B Comunicacao Ltda - Epp
(65) 3322-9591
r Castelo Branco,Pres, 534, Sl 1, Quilombo
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Neomídia Locação de Espaço Publicitário Ltda
(65) 3023-5660
av Miguel Sutil, 5552, Tr Sl 35, Lixeira
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Revista Super Motor
065 3023-5988
Av São Sebastião 1712
Cuiabá, Mato Grosso
 
Z8 Publicidade Ltda
(65) 3627-3800
r Buenos Aires, 551, Jd das Américas
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
AS&M Publicidade & Marketing Ltda
(65) 3642-2022
av Rubens de Mendonça,Hist, 2254, An 5, Bsq da Saúde
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cidade Verde Paineis Publicitarios Ltda
(65) 3611-4001
av Miguel Sutil, 3520, Pis 1, Areão
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
COESO GT
65 36277335 65 81299660
Rua 34 casa 294 Boa Esperança
Cuiabá, Mato Grosso
 
Dados Divulgados por

Avalie a eficácia da aprendizagem nos livros de Auto-ajuda

Através dos livros de auto-ajuda o leitor ensina a si próprio a ser economicamente, emocionalmente e intelectualmente maduro e independente. Todo o processo tem muito a ver com a base psicológica e também espiritual.

Os livros de auto-ajuda induzem no leitor o espírito de autoconfiança. Há naturalmente grupos de suporte para dar apoio. Não é uma parceria de dependência, mas de cooperação. Os exemplos podem ser dados da prática legal da autonomia, aconselhamentos e muito mais. Com o curso do tempo os livros de auto-ajuda são os principais guias no campo da educação assim como dos negócios. A psicologia desempenha um papel importante nas escritas destes livros de auto-ajuda. Estes livros conduziram aos movimentos da autonomia.

De acordo com psiquiatras proeminentes, os livros de auto-ajuda são bem distintos dos seus equivalentes profissionais. Os últimos não conseguem fornecer a amizade, o suporte emocional, conhecimento experimental em primeira mão, identidade própria, os papéis na vida com um significado e acima de tudo um sentimento bem querer. Os livros de auto-ajuda junta pessoas com todos os tipos de condições de saúde. É especialmente indicado para aqueles que são mentalmente instáveis. Entretanto tudo não funciona para todos. O mesmo aplica-se a estes livros de auto-ajuda. As pessoas que passam por problemas semelhantes de determinados grupos e por dividirem problemas mal resolvidos. Os livros de auto-ajuda trazem uma união com pessoas que pensam do mesmo modo - contatos entre colegas.

Os livros de auto-ajuda são baseados em um conceito antigo de auto-sugestão. È repetindo para si próprio as palavras mágicas de `Eu posso, Eu posso!` Os livros estão recebendo aclamação mundial dos iniciantes mais humildes. Os serviços legais de auto-ajuda também estão expandindo. A internet é agora uma ferramenta inestimável para a popularização dos livros de auto-ajuda. Em uma gigantesca escala a informação gratuita está sendo disponibilizada para o autoconhecimento.

O conceito de auto-ajuda, agora sendo codificado em livros, tem uma longa história. Vem desde 2.500 b.C quando tomamos conhecimento dos poemas de aconselhamento de Hesiod. É uma adaptação da filosofia e do pensamento oriental. Os Stoics da Grécia ofereceram aconselhamentos semelhantes para despertar os poderes da própria pessoa. As idéias são expressas em provérbios antigos de culturas diferentes do mundo. A autonomia da palavra encontrou um lugar na linguagem quando veio ser reconhecida quando uma pessoa tem o direito de defender seu próprio caso no tribunal de justiça.

Nada fala mais sobre a auto-ajuda mais lucidamente do que o famoso ditado `o céu ajuda aqueles que ajudam a si próprios`. Samuel Smiles no final do século 19 autorizou o primeiro livro de desenvolvimento pessoal. O título era Autoajuda. Este princípio de auto-ajuda e de auto-sugestão é muito usado no tratamento para curar alcoólatras e coisas do tipo. É a própria pessoa que se cura e é a própria pessoa que se destrói. É uma questão de se conscientizar do problema. Estes livros de auto-ajuda recomendam determinadas técnicas para conseguir este objetivo.

Neste campo de trabalho Dale Carnegie foi um nome famoso na primeira metade do século 20. Em 1936 ele publicou o seu melhor Best seller - Como fazer amigos e influenciar as pessoas. Isto refletiu a sua bem sucedida batalha contra repetidos fracassos. Até agora 50 milhões de cópias foram vendidas e continuam a cativar cada nova geração. Pense e fique rico por Napoleon Hill também chegou ao mercado inspirando pessoas sobre a força do pensamento.

Pesquisas mostram que os livros de auto-ajuda capturaram o mercado consideravelmente cobrindo uma grande variedade de tópicos desde a perda de peso a como fazer amigos. A pessoa pode ser um autodidata e até tornar-se um político de sucesso. Há os críticos que dizem que estas são respostas fáceis às perguntas difíceis que realmente não podem ser executadas.

Este artigo também pode ser acessado a partir da página  http://www.polomercantil.com.br/livros.php

Roberto Sedycias trabalha como consultor de informática para  http://www.polomercantil.com.br


 

Clique aqui para ler este artigo na WebArtigos.com