Aprenda a Motivar-se Diante das Desilusões Araguaína, Tocantins

Estamos vivendo um momento de grandes transformações, grandes mudanças. Elas estão na economia local e mundial, na política, nas relações interpessoais, nas relações de trabalho, enfim em praticamente todos os setores. Leia mais no artigo abaixo.

Radio Tocantins
(63) 3411-8977
av Aquarela Musical, 208
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Araguaina Radiodifusao
(63) 3421-4888
r Ademar V Ferreira, 1568
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Televisao Anhanguera
(63) 3415-4444
rod BR 153, 1103 km 1103
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Vp Produçoes
(63) 3414-8699
r Paulo Sales Q 2, s/n lt 14
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Tv Palmas
(62) 3201-7670
rod BR 153, 1103
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
SEBRAE
(63) 3414-6104
r 1º Janeiro, 1255
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Tv Girassol
(63) 3415-4292
r Raios Sol, 195
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Radio Araguaino
(63) 3415-1223
r Cruzeiro Sul, 317
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Radio Boa Sorte
(63) 3411-8978
av Aquarela Musical, 208
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Rede Brasil
(63) 3415-4459
r Raios Sol, 393
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aprenda a Motivar-se Diante das Desilusões

Autor: Gilberto Wiesel

Estamos vivendo um momento de grandes transformações, grandes mudanças. Elas estão na economia local e mundial, na política, nas relações interpessoais, nas relações de trabalho, enfim em praticamente todos os setores. Estamos passando por profundas modificações.

No meio de todo este barulho estamos nós, seres humanos com suas expectativas e projetos de vida. Estamos também, como as demais situações, tendo que passar por mudanças por adequações.

A diferença está que como seres humanos somos os únicos que podemos passar e sentir desilusões neste processo, pois, somente nós somos dotados de sentimentos e emoções. Quer queiramos ou não, sempre existirão momentos de desilusões na nossa vida pessoal ou profissional, principalmente nestas situações de grandes modificações. Pode ser que sejam acontecimentos grandes, como uma demissão ou até fechamento da empresa que trabalhamos. Pode ser também que sejam acontecimentos menores, mas que de qualquer forma nos atingirá, aquelas coisas do dia a dia, como um olhar atravessado, um bom dia que não foi retribuído, um desprezo pela sua opinião, um projeto que não foi aprovado, um aumento que foi negado, etc. De repente podemos ver nossos sonhos, nossas perspectivas desabarem. Nossos sonhos, como carreira e sucesso, indo ladeira abaixo.

O fato é que impreterivelmente passaremos por isso. O que devemos aprender é como vamos lidar com estas situações. Está em nossas mãos decidirmos como encararemos o que está acontecendo e conforme a minha decisão a respeito terei mais ou menos chances de me recuperar. Todos nós desejamos ser bem sucedidos tanto na nossa vida pessoal como profissional, queremos ser reconhecidos, ser prestigiados enfim sentir que estamos crescendo que estamos sendo melhores.

Para que possamos buscar motivação e enfrentarmos esta situação e não desanimar diante destes acontecimentos é primordial que aprendamos a conviver com estas desilusões e usar os aprendizados que elas nos dão para podermos sair por cima desta situação.

Segundo alguns psicólogos, psiquiatras e consultores devemos seguir alguns passos para não desanimarmos e buscarmos forças dentro do evento para nos superarmos. São eles:

- Jamais se considere uma pessoa derrotada. Avalie o que aconteceu e aprenda com o fracasso;

- Faça a diferença no seu trabalho, dê algo a mais do que esperam de você, dê aquele plus que só você sabe qual, faça mais;

- Mantenha os pés no chão. Avalie bem a situação da empresa e a sua e não alimente expectativas que não possam se cumprir;

- Estabeleça metas e objetivos que possam ser cumpridos;

- Alimente sua auto-estima, não fique tão dependente da opinião dos outros e dos acontecimentos. Confie mais em você e nas suas capacidades independentemente do que está acontecendo ao seu redor. Acredite.

- Cultive as outras coisas que são importantes para você, seus amigos, filhos, família. Seja bom para com os outros, faça o bem, doe-se sem pensar em benefícios, conviva mais com aqueles que lhe prestigiam, que gostam de você. Escolha as pessoas ao seu redor, conviva mais com pessoas positivas que lhe fazem bem.

Lembre-se sempre que a motivação para enfrentarmos os acontecimentos externos vem das decisões internas e como vamos nos posicionar. Busque os recursos que precisa para enfrentar esta situação dentro de você, pois é lá que estão todos os aprendizados e experiências para enfrentarmos qualquer contratempo.

Sobre o autor:

Gilberto Wiesel é Consultor de Empresas e Especialista em Transformação Pessoal, Formação de Líderes e Empreendedores.
Referencia: Gilberto Wiesel

Aline Pinheiro

A minha experiência condiz exatamente com o que explica o autor. Enfrentei muitas dificuldades nos últimos 5 anos, e que me enfraqueceram emocionalmente. Hoje, olho pra traz e vejo o quanto amadureci com estas pedras que estavam no meu caminho. Cheguei a um certo ponto, que pensei: “Minha vida está toda errada, cheia de pendências, de onde não posso fugir e tenho que enfrentar. Estou disposta a desatar estes “nós” da minha vida, que estão me angustiando e me fazendo infeliz”.
Então, penso, que em determinado momento quando estamos perdidos, desiludidos, fracos, a gente tem que parar e pensar por onde recomeçar. Optei, por me reorganizar, ter calma, e “arregaçar as mangas”. Foi muito difícil, mas eu tinha que buscar forças, e foi assim que fui caminhando, procurando meios para sair da depressão, e reconstruir a minha vida, que estava aos pedaços. Sinto-me mais forte, amadurecida e equilibrada, e tenho certeza que não é porque estou “ainda” tomando antidepressivo, mas porque consegui desfazer as coisas que estavam me impedindo de me sentir digna. Sei que o antidepressivo tem a sua participação, mas o que me ajudou mesmo, foi a força que encontrei nas pessoas da minha família e a fé que tenho em Deus. De nada adiantaria este remédio, se eu não tivesse Deus no meu coração, meu filho e familiares (pai, mãe e irmãos) do meu lado. A minha maior vontade hoje, é deixar este remédio, mas o momento vai chegar. Não vou atropelar as fases, e tenho buscado estudar, pesquisar, e agora que descobri o que me dar prazer no lado profissional, estou buscando me especializar, e me aprofundar cada vez mais. Acima de tudo, vou sempre procurar equibibrar a minha vida pessoal e profissional. Diante de tudo que passei, a qual olho pra traz com um grande alívio, vejo o meu filho, meus pais e irmãos, e principalmente, a fé que tenho em Deus, que foram a minha verdadeira salvação.

Clique aqui para ler este artigo na Sua Mente