Análise entre agressão ativa e passiva Rondonópolis, Mato Grosso

Algumas pessoas não sabem se comportar assertivamente, e resolvem seus problemas recorrendo a condutas agressivas. Há duas formas de agressividade: Ativa e Passiva. Veja mais no artigo abaixo.

AS&M Publicidade & Marketing Ltda
(65) 3642-2022
av Rubens de Mendonça,Hist, 2254, An 5, Bsq da Saúde
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Epoca Propaganda Ltda
(65) 3027-1613
r Treze de Junho, 877, Sl 606, Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Z8 Publicidade Ltda
(65) 3627-3800
r Buenos Aires, 551, Jd das Américas
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
COESO GT
65 36277335 65 81299660
Rua 34 casa 294 Boa Esperança
Cuiabá, Mato Grosso
 
Genius Publicidade
(65) 3624-2302
r Violetas, 211, Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Ap e B Comunicacao Ltda - Epp
(65) 3322-9591
r Castelo Branco,Pres, 534, Sl 1, Quilombo
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
DMD Associados Assessoria e Propaganda Ltda
(65) 3621-2014
r Filinto Muller,Sen, 1875, Goiabeira
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Interativa Propaganda e Produções
(66) 9903-1819
Av. Dow Wunibaldo 848 - Centro
Rondonópolis, Mato Grosso
 
Moriá Comunicação Visual
(65) 3627-7684
Av. Arquimedes P. Lima
Cuiabá, Mato Grosso
 
Cuibá Outdoor Publicidade Ltda
(65) 3626-1743
r A, 555, Village Flamboyant
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Análise entre agressão ativa e passiva

Os MC são muito imaturos. Não sabem se comportar assertivamente, e resolvem seus problemas recorrendo a condutas agressivas.

Há duas formas de agressividade:

Ativa: empregam ameaça ou violência.

Passiva: Mediante sabotagem, ou a inibição e crítica/ameaça posterior.

Os manipuladores são pessoas imaturas. Não tem alcançado o desenvolvimento intelectual suficiente para resolver os problemas de uma forma criativa, não são capazes de sentir amor maduro por nada nem ninguém, e ainda que são muito capazes em amplas reuniões, tem um alto déficit de habilidade social básica para o desempenho cotidiano: A assertividade.

Uma Pessoa se comporta assertivamente quando define seus direitos de uma forma ativa, porém sem pisotear aos demais. Isto requer uma ascensão de responsabilidade pelo próprio bem estar, com tolerância e respeito pelos pontos de vista e metas dos demais, além de uma luta ativa para não ser pisoteado por quem não é assertivo.

Não vivemos em meio assertivo. Nossa sociedade se caracteriza por uma competitividade feroz em que se fala em direitos que não se respeitam.

Ser assertivo custa trabalho, e nem sempre se consegue que se flua como pensávamos. Para triunfar nessa sociedade é indiscutivelmente mais fácil ser agressivo.

As pessoas agressivas impõe seu ponto de vista, sua definição do problema, seus direitos ou a satisfação de suas necessidades, empregando estratégias que geram medo, culpa ou vergonha, pode ser de forma “relativamente” sutil através do enfado, mas também mediante violência física ou verbal. É uma estratégia muito efetiva, porém se é demasiada explícita pode se ver severamente castigado pela sociedade.

A agressividade pode se exercer de duas formas: Ativa ou Passiva. A Ativa é o que todo mundo entende por conduta violenta. Se caracteriza por uma atitude de pisoteio constante e sem escrúpulos em relação aos direitos de outras pessoas involucradas no problema. Aqui o fim justifica os meios e se pode recorrer a instrumentos como o taco de beisebol, também se pode fazer “com um sorriso nos lábios” como acontece nas relações empresariais. Se não há violência física, é bem tolerada pelo meio social.

A agressividade Passiva é muito mais difícil detectar. Tradicionalmente se considerou que se produzia em forma se sabotagem. Os trabalhadores passivo-agressivos eram aqueles que punham todo tipo de trava nas atividades da empresa. Há outra concepção, e é a seqüencial: Pessoas que se comportam primeiro passivamente, aparentando renunciar seus direitos, e que percebem que o resultado não é favorável, tratam de se comportar agressivamente. Empregam, primeiramente a estratégia de “passar”, e posteriormente ameaçam ou criticam.

Fonte: http://www.psicologia-online.com/colaboradores/jc_vicente/manipulacion2.htm

Clique aqui para ler este artigo na Sua Mente