Analise a demagogia corporativa Brusque, Santa Catarina

O autor avalia os discursos demagogos de gerentes e outras pessoas que ocupam altos cargos na empresa. Ele evidencia que, a falta de comprometimento com a execução das idéias provocam uma série de efeitos negativos na corporação. Confira também, temas como inclusão social e sobrecarga de metas.

Francisco Salvador Brod Lino
(47) 3336-4660
Rua Capitão Santos 75
Blumenau, Santa Catarina
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Hemos Medicina Laboratorial Avancada
(47) 3041-9919
Alameda Rio Branco 680
Blumenau, Santa Catarina
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Daniela Longhi de Castro
(47) 3366-0334
Avenida Alvin Bauer 810 - 1° Andar
Balneario Camboriu, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Daniella Serafin Couto Vieira
3224-7004
Rua Menino Deus 376
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Silvia Macdonald Noronha
3223-1122
Rua Luiz Delfino 86
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Joelson Freitas Leite
(47) 3231-0242
Rua Armando Odebrecht 70 sala 308 CENTRO CLINICO SANTA CATARINA
Blumenau, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Karine Becker Gerent
(47) 3321-4000
Rua Itajai 545
Blumenau, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Isabela Machado Barbosa David
(48) 3225-9169
Rua Menino Deus 63 - Sala 416 - Bloco a
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Cilmar Mello da Rosa
3222-8791
Rua Menino Deus 376
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Walter Francisco da Silva Filho
3228-2880
Rua Silva Jardim 349
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Analise a demagogia corporativa

As empresas são um reflexo da sociedade e uma amostra da diversidade de caráter, intenções, valores e comportamentos da vida cotidiana.

Transformemos os discursos da sociedade e das empresas em práticas efetivas e não será necessária nenhuma outra reforma ou revolução para atingirmos justiça social.

Se em uma empresa 50% dos discursos forem transformados em práticas efetivas, ela seguramente, estará em breve no rol das melhores para se trabalhar e entre as mais produtivas e competitivas do mercado. Tudo isso sem comprometer a qualidade de vida de seus colaboradores!

O que nos impede de viver melhor dentro e fora das empresas é a demagogia!

Ouvimos o discurso da inclusão, mas basta uma observação atenta para notarmos que o número de trabalhadores com necessidades especiais trabalhando nas empresas é exatamente igual ao número estabelecido por lei. É óbvio que isto não é uma coincidência, mas sim a clara confirmação que a inclusão é puramente demagógica.

Apenas a título de informação, uma pessoa surda possui uma produtividade muito acima da média das demais. Primeiro porque seu grau de concentração é incrivelmente superior e o de distração mínimo, segundo porque valorizam demais a oportunidade escassa de trabalho e comprometem-se em níveis raramente vistos.

Diante do já muito preconizado discurso da meritocracia, olhamos ao redor, e encontramos uma enorme quantidade de pessoas nitidamente omissas e não pertinentes a seus cargos, valendo-se do trabalho de equipes competentes que conseguem resultados apesar da ausência de liderança.

E por falar em meritocracia, não vamos encontrar muitas empresas onde estar acima da média de produtividade e resultado signifique promoção e reconhecimento. Normalmente nossa competência acaba como sentença de perpetuação da situação atual sob o discurso que não se encontra ninguém que possa substituir-nos (este alguém foi demitido no downsizing).

A maioria de nós patrocina a lucratividade do negócio com a exaustão da nossa própria energia vital. Afinal, com o downsizing as empresas realocaram a sobrecarga de trabalho para um número, agora menor, de colaboradores. Basta experimentar sairmos de férias e checar o caos que nos aguarda em nosso retorno. Neste contexto, não há política de qualidade de vida que possa suprir tamanhos desgastes.

Temos ainda o demagógico empowerment que continua sendo um belo discurso democrático nas mãos da "ditadura adormecida". O poder, de fato, teria chegado às pontas se os feudos não o impedissem e se as "pontas" tivessem verdadeiramente sido preparadas e apoiadas para lidar com ele.

O que dizer então da responsabilidade social?

Vemos empresas que destinam verbas para tais ações, sem jamais, acompanhar o destino de cada real proporcionado, sem visitar as instituições beneficiadas e colaborar na efetiva gestão dos recursos, sem estimular o voluntariado dando exemplos a partir dos mais altos cargos. Onde está a responsabilidade?

O que vemos é a habilidade do Marketing Social maquiado pela demagogia da responsabilidade social. Responsabilidade implica atenção, dedicação e acompanhamento.

Precisamos ter a coragem de enfrentar inteligentemente este sistema de manutenção retórico desenvolvido pela sociedade e refletido nas empresas.

Digo inteligentemente porque não precisamos de mártires, afinal, eles morrem sempre antes de ver seus objetivos concretizados. Precisamos de estrategistas! Estrategistas da reforma das pessoas e das organizações. Pessoas que saibam contribuir sem ser excluídas do sistema, sem deixar vaga uma importante tribuna em prol da evolução da sociedade.

Vamos decretar individualmente o fim da demagogia. Faremos isso deixando de ser coniventes com ela, colocando nossos valores através da linguagem eloqüente do exemplo e da argumentação baseada em fatos.

Devemos utilizar exemplos honestos e inspirados e não discursos inflamados e contundentes, porém ingênuos.

Sabemos que a mesmice e a retórica vão resistir e que somente com mente crítica, bom senso e UMA INCRÍVEL HABILIDADE POLITICA INTERPESSOAL poderemos obter êxito em nossa silenciosa revolução em favor da vida e do ser humano.

Precisamos provar que nossos valores não são somente idealismos utópicos e, portanto, mais um tipo de demagogia. Vamos nos preparar para provar que o que estamos propondo não é somente bom para as pessoas, mas veja só: É Bom para o Negócio!

E se é bom para as pessoas e para os negócios, é bom para o país e isto não é demagogia, é apenas o fruto de uma lógica simples que qualquer aluno de matemática do ensino médio pode compreender:

Se A implica B, e, B implica C, então existe uma relação direta entre A e C, como queremos demonstrar!

Carlos Hilsdorf
Considerado pelo mercado empresarial um dos 10 melhores palestrantes do Brasil. Economista, Pós-Graduado em Marketing pela FGV, consultor e pesquisador do comportamento humano. Palestrante do Congresso Mundial de Administração (Alemanha) e do Fórum Internacional de Administração (México). Autor do best seller Atitudes Vencedoras, apontado como uma das 5 melhores obras do gênero. Presença constante nos principais Congressos e Fóruns de Administração, RH, Liderança, Marketing e Vendas do país e da América Latina. Referência nacional em desenvolvimento humano.
www.carloshilsdorf.com.br

Carlos Hilsdorf

Considerado pelo mercado empresarial um dos 10 maiores palestrantes da atualidade.

Economista, Pós-Graduado em Marketing pela FGV, autor, consultor de empresas e profundo pesquisador do Comportamento Humano, Carlos Hilsdorf é considerado o mais carismático e um dos mais requisitados conferencistas do país.

Palestrante do Congresso Mundial de Administração (Alemanha).

Palestrante do Fórum Internacional de Administração (México).


Autor do sucesso editorial Atitudes Vencedoras, Ed. Senac SP, apontado como uma das 5 melhores obras do gênero (Rev. VEJA, Guia de Carreira, ed. 1832), e adotado em diversas empresas do país como um manual de aprimoramento humano.

Responsável pela Abertura dos Maiores Eventos Empresariais do Brasil, Hilsdorf é presença constante nos principais Congressos e Fóruns de RH, Liderança, Administração, Marketing e Vendas do país e da América Latina.

Carlos Hilsdorf é responsável pela condução das mais importantes Premiações do Brasil, conduzindo o evento com um toque de sofisticação.

Suas palestras abordam os principais temas em destaque no Universo dos Negócios, sua Metodologia vem sendo apontada pelo mercado como a melhor do gênero em toda a América Latina.

Membro do Conselho Consultivo da ABQV (Associação Brasileira de Qualidade de Vida).

Palestrante do Congresso Internacional de Educação

Palestrante do Fórum Nacional de RH

Palestrante do Fórum Internacional de Criatividade

Palestrante do Congresso Nacional de Qualidade de Vida

Palestrante do Congresso de Administração dos Países Andinos

Colunista de importantes veículos nacionais, Hilsdorf é referência em desenvolvimento humano no país.

Visite o site oficial:http://www.carloshilsdorf.com.br

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com