Administração de Empresas - Planejamento Tributário Arapiraca, Alagoas

O artigo traz uma analise sobre o planejamento tributario. Alguns estudos realizados no país revelam que cerca de 40% das receitas arrecadadas pelas empresas durante o ano calendário é destinado ao pagamento de tributos. Veja mais neste artigo.

Cartório de Registro Civil 1 Distrito
(82) 521-2712
pc Moreira e Silva, 20
Arapiraca, Alagoas
 
Cartório de Registro de Imóveis Títulos e Doc 1 Ofício
(82) 521-2570
r Lino Roberto, 33, Rosa Cruz
Arapiraca, Alagoas
 
Cartório de 1 Ofício de Protestos
(82) 221-5000
r Doutor Luiz Pontes de Miranda, 42, Centro
Maceió, Alagoas
 
Cartório do Único Ofício
(82) 424-1181
r Sto Antônio, 35
Major Isidoro, Alagoas
 
Clerilda L Calheiros
(82) 261-2244
av Pres Getulio Vargas, 108
Rio Largo, Alagoas
 
Cicero Tadeu Ribeiro
(82) 521-5757
r Lino Roberto, 43, Rosa Cruz
Arapiraca, Alagoas
 
Maria O Silva
(82) 264-1680
tr CEL Manoel Vicente, 21
Atalaia, Alagoas
 
Cartório do 4 Ofício
(82) 221-1725
r São José, 101, Barro Duro
Maceió, Alagoas
 
Cartório do Único Ofício
(82) 279-1474
r Ladislau Coimbra, 9
Boca da Mata, Alagoas
 
Maria R Rodrigues
(82) 223-5131
r Santo Antônio, 120, Barro Duro
Maceió, Alagoas
 

Administração de Empresas - Planejamento Tributário

Embora não prometa criar e nem aumentar impostos, a reforma tributária proposta pelo governo e tão aguardada por todos, provavelmente, não contemplará uma redução significativa de tributos e continuará a dificultar o desenvolvimento do setor empresarial brasileiro.

Alguns estudos realizados no país revelam que cerca de 40% das receitas arrecadadas pelas empresas durante o ano calendário é destinado ao pagamento de tributos, o que muitas vezes impossibilita as organizações de se manterem no mercado. No entanto, existem métodos eficientes e até mesmo desconhecidos de muitos empresários e gestores que podem contribuir significativamente para uma economia com o dispêndio fiscal.

Há algum tempo, certos profissionais da área empresarial têm desenvolvido uma técnica de gestão chamada de planejamento tributário, que consiste na adoção de estratégias lícitas de âmbito contábil, financeiro e operacional com o intuito de reduzir a carga fiscal das empresas.

Essas estratégias podem ser a alternativa para o “sufoco” de caixa e uma forma de diminuir os custos dos bens ou serviços das empresas, pois procuram evitar a incidência do fato gerador, reduzir a alíquota, base de cálculo e/ou postergar o pagamento de tributos de maneira legal, isto é, sem incorrer em multas ou outros prejuízos. Contudo, ressalta-se que o planejamento tributário deve ser feito antes da ocorrência do fato gerador do tributo, pois figura como um projeto de previsão das necessidades e realizações da empresa.

Deve-se destacar também que a gestão de tributos comporta estilos de administração conservador, democrático e neoliberal. Dessa forma, o elevado ônus tributário incidente no universo dos negócios e a consciência empresarial do elevado grau de complexidade e versatilidade da legislação pertinente são fatores decisivos que determinam a importância e a necessidade do planejamento tributário numa empresa.

Portanto, é absolutamente lícita ao dirigente de empresa a busca de alternativas que permitam pagar menos impostos desde que não haja a violação da lei, de modo que com os recursos economizados possa aumentar a capitalização de seu negócio e possibilitar novos investimentos. Para isso, o recomendado é que se busque a orientação de um profissional habilitado a fim de que seja feita uma avaliação individualizada e se encontrem as melhores estratégias.

RODRIGO RORATTO

ADMINISTRADOR DE EMPRESAS

SERVIÇOS DE CONSULTORIA EMPRESARIAL NO RIO GRANDE DO SUL.

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com