Administração de Empresas - Liderança Ineficiente Ji-Paraná, Rondônia

Este artigo analisa as qualidades do lider explosivo. Existem diversos tipos de lider, principalmente se considerarmos que a maneira como a lideranca exercida varia de acordo com a situacao de cada empresa. Aprenda tecnicas de lideranca neste artigo.

Brum & Cruz Fomento Mercantil
(69) 3224-1002
av 7 de Setembro, 2161 s 7 c, Ns das Graças
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Credifácil
(69) 3221-3131
r Joaquim Nabuco, 2180, São Sebastião II
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Brasil Cred
(69) 3043-3582
av Campos Sales, 2677, Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
L & C Financeira Correspondente BMG
(69) 3224-5404
av Pinheiro Machado, 1661, São Cristovão
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Banco da Amazônia S/A
(69) 2181-2300
av Dutra,Pres, 2853, Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
BPN Creditus
(69) 3224-1708
av Campos Sales, 2384, Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Unibanco - União de Bancos Brasileiros S/A
(69) 3224-6747
av Dutra,Pres, 3080, Vl Aeronáutica
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
T F dos Santos Jesus Me
(69) 3228-1473
r Jatuarana, 6113, Jd Eldorado
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Capital Creci
(69) 3026-2168
av Getúlio Vargas, 2162 sl 9
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Banco Santander Banespa S/A
(69) 3216-4300
r José de Alencar, 3022, Centro
Porto Velho, Rondônia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Administração de Empresas - Liderança Ineficiente

Liderar é conseguir que as pessoas realizem o que precisar ser feito, alcançando o objetivo esperado. Assim, o líder é o que possui seguidores, pessoas que nele acreditam, e por meio desses consegue os resultados desejados para a organização na qual trabalha. Ele terá que ser capaz de manter a harmonia e a produtividade de sua equipe, delegar tarefas e precisará de seriedade e habilidade para superar possíveis adversidades.

Existem diversos tipos de líder, principalmente se considerarmos que a maneira como a liderança é exercida varia de acordo com a situação. Contudo, o líder que este artigo pretende analisar é o chamado líder explosivo. Esse é ineficiente. Não consegue influenciar seus liderados.

Mas afinal, como é um líder explosivo? Chamamos de líder explosivo aquele que tem emoções fortes, que ao menor sinal de um problema mais sério ou diante de um erro cometido por um membro de sua equipe, grita, age com autoritarismo, é rude, grosseiro e, por tudo isso, desmotiva seus liderados. Na maioria das vezes ele possui uma atitude automática e até sem notar. Seus liderados acham que ele não se preocupa com seus acertos e que se ocupa somente com seus erros. Explosões num dia difícil são justificáveis, mas quando se tornam rotina, então, temos um grande problema.

Líderes explosivos possuem um temperamento chamado de colérico, ou seja, ao verem uma pedra em seu caminho se lançam contra ela e a esmurram. Pessoas com esse temperamento geralmente são, também, ousados, dinâmicos, práticos, decididos, otimistas, autoconfiantes, agressivos, impacientes e orgulhosos.

Ao ter uma atitude explosiva, o líder deixa o ambiente de trabalho tenso, faz com que seus colaboradores, intimidados e desmotivados, busquem outra organização para trabalhar. Isso pode levar a serem demitidos de seus cargos, sem contar nos problemas de saúde, já que a pessoa explosiva tem mais chances de sofrer um infarto do que aqueles que agem com serenidade.

Cada vez mais liderança e temperamento explosivo não combinam, sobretudo, se a equipe liderada for composta por jovens. Hoje, o jovem quer entender o que deve ser feito, as razões porque determinada atividade precisa ser realizada, e não simplesmente obedecer ordens. A maioria dos jovens valoriza o diálogo e, por isso, não aceitam gritos e atitudes grosseiras, tão pouco trabalhar com líderes autoritários e explosivos.

Deixar de ser um líder explosivo é difícil, mas não impossível. Os primeiros passos são reconhecer que errou e querer mudar. Depois, é preciso buscar o autoconhecimento, potencializando suas virtudes e trabalhando seus defeitos, principalmente, suas explosões. Em alguns casos, buscar a ajuda de um profissional pode ser necessário.

O bom líder não é aquele capaz de impor suas decisões, mas sim o que consegue a participação de seus subordinados nas decisões da empresa, sempre buscando ouvir, atentamente, suas opiniões e sugestões. Só assim conseguirá influenciar os membros de sua equipe a fazerem o que precisa ser feito para juntos chegarem aos resultados esperados.

Sonia Jordão

Sonia Jordão é especialista em liderança, palestrante e consultora organizacional. Autora do livro: “A arte de Liderar – Vivenciando mudanças num mundo globalizado”, e do romance corporativo: “E agora, Venceslau? - Como deixar de ser um líder explosivo”. Site:www.soniajordao.com.br

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com