A Teoria Das Inteligências Múltiplas E A Docência Universitária Boa Vista, Roraima

Todo ser humano nasce com capacidade para desenvolver estas inteligências. Analizando isso o psicologo americano Horward Gardner concluiu que a inteligência humana é complexa demais para ser medida por simples testes escolares. Saiba como esse psicologo analizou a inteligencia humana abaixo.

Senai
(95) 3625-5027
av Imigrantes, 399 Buritis
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Escola Agrotécnica
(95) 3627-2573
Rod BR 174, 12 km 12 Boa Vista
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
SENAT-Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte
(95) 3625-8551
av Princs Isabel, 1200 Jardim Floresta
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
CEFET-Centro Federal de Educação Tecnológica
(95) 3621-8000
Via Flores, 2500 Boa Vista
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Microlins Centro de Formação Profissional
(95) 3224-1869
av Getúlio Vargas, 6523 Centro
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Centro de Formação de Vigilante Roraima
(95) 3623-5789
r Pedro Rodrigues, 1622 Mecejana
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
CAPIT-Centro Assist Prof Integ Trab
(95) 3625-6365
av Princs Isabel, 1200 Tancredo Neves
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Ceterr
(95) 3224-6493
r Mário Homem Melo, 281 Centro
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Escola de Formação de Professores Boa Vista
(95) 3623-2058
av Ville Roy, 1854 Canarinho
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Gema Cursos Técnicos
(95) 3624-5388
r Gov Aquilino Mota Duarte, 1627 Boa Vista
Boa Vista, Roraima

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

A Teoria Das Inteligências Múltiplas E A Docência Universitária

Ao observar crianças em seus ambientes de aprendizagem, o psicólogo americano Horward Gardner concluiu que a inteligência humana é complexa demais para ser medida por simples testes escolares. Então, passou a definir sete inteligências: Lógico-matemática; Linguística; Espacial; Corporal cinestésica; Interpessoal; Intrapessoal e a Musical. Mais tarde, Gardner descobriu mais uma inteligência, a Naturalista.

Todo ser humano nasce com capacidade para desenvolver estas inteligências, este fato ocorre de forma natural, todavia pode ser estimulado. Atualmente, uma nova inteligência está sendo pesquisada: a Existencial. O "pai das inteligências múltiplas" - como Horward é chamado - observou crianças, mas considera que com adultos o processo ocorre da mesma forma  e que as inteligências não devem ser o objetivo das escolas, portanto não devem determinar o que se ensina - o currículo deve comtenplar as necessidades da sociedade e da Instituição. Assim, as inteligências não são o foco central da Educação, elas serão demonstradas e diagnosticadas aos poucos, de acordo com as atividades propostas, sem que haja uma necessidade de despertá-las. Em relação a estimulações, elas podem acontecer sem que o aluno se sinta obrigado a executar tal atividade - que ele julgue não conseguir- o estímulo deve ser feito considerando a auto estima do aluno e sua bagagem pessoal, deixando o processo fluir naturalmente, respeitando seu tempo-espaço, incentivando-o a todo momento.

Os conteúdos são trabalhados, as dificuldades vão surgindo e as inteligências vão aparecendo. Ao focar o ensino superior, a teoria de Gardner, a teoria sugere a utilização de Eixos temáticos, trabalhando número reduzido de assuntos que deverão ser mais aprofundados, resgatando o interesse dos alunos pelas aulas. O currículo poderá ser reduzido a tópicos ,mais importantes que poderão ser trabalhados de sete maneiras diferentes, estimulando o desenvolvimento de todas as inteligências. Além disso a teoria sugere que os professores do ensino superior realizem constantes reuniões, círculos de debates e seminários onde docentes e discentes poderão comentar, argumentar, avaliar, pensar, criticar de forma positiva, o trabalho do colega.

Este movimento garantirá ao professor um maior conhecimento sobre a turma e cada aluno em especial, reavaliando, a partir daí, as suas práticas. O aprendizado do aluno melhora quando o professor desenvolve suas próprias inteligências. A educação deve ser vista como um ato de mediação para despertar as inteligências do sujeito, somente assim o professor poderá trabalhar em comum acordo com o universitário e incentivá-lo a desenvolver cada vez mais suas inteligências. Consequentemente os cursistas se mostrarão mais interessados em aprender e a evasão escolar - presente também no nível universitário- poderá diminuir consideravelmente, pois a aprendizagem fará sentido a eles.

Angela Adriana de Almeida Lima

Formada em Magistério Graduada em Pedagogia c/ habilitação em Supervisão Escolar; Especialista nas áreas de Psicopedagogia Institucional; Docência Universitária e cursista de Especialização em Inspeção Escolar.Trabalho como professora de Ensino Fundamental nas redes Estadual e Municipal,ministro minicursos e palestras com os temas Respeitando e Convivendo Com as Diferenças e Bullying em diversos contextos sociais.www.angelaadriana.com.br

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com